Noite dos Museus prepara sua maior edição para este ano

Evento que estreou em Porto Alegre em 2016 e já reuniu milhares de pessoas nas ruas e nos espaços culturais da capital gaúcha, o Noite dos Museus chega a sua sexta edição no dia 21 de maio oferecendo cerca de cem atrações artísticas gratuitas para o público. Das 19h à 1h, será possível conferir as exposições e os acervos das 20 instituições culturais que estarão abertas para visitação com entrada franca, além de dezenas de apresentações que envolvem músicacinemaperformanceartes visuais e literatura.

O projeto, que sempre destacou o trabalho dos artistas gaúchos, terá nesta edição ainda mais espaço para apresentar novas personalidades da cena cultural da cidade, além de músicos já consagrados, reunindo nomes de protagonismo femininopresença negragrandes formações de rua jovens cantautores em shows que passam pelo rock, o pop, o jazz e a música instrumental regionalista. Haverá ainda performances cênicasprojeções de cinema com intervenções, roda de slam e diversas programações pensadas para o público curtir a cidade e os seus espaços culturais à noite.

CONHEÇA AS ATRAÇÕES

Atração internacional
Pela primeira vez em sua história, o Noite dos Museus receberá uma atração internacional. Acompanhada pela sua banda, a cantora e compositora argentina Barbarita Palacios apresentará o seu novo disco, “Criolla”, em um palco montado na Praça da Alfândega especialmente para o evento. O álbum mistura ritmos contemporâneos e sul-americanos, como cumbia, milonga e rock alternativo.

Grandes formações de rua
A programação deste ano reúne grandes formações musicais que prometem animar o público. Haverá duas atrações que sairão de diferentes centros culturais logo no começo do evento, às 19h, em cortejo até a Praça da Alfândega: o bloco infantil Areal do Futuro, formado por cerca de 70 crianças e jovens da comunidade do Quilombo do Areal, que partirá da Casa de Cultura Mario Quintana com seus ritmistas, passistas, porta-estandarte e porta-bandeira; e o grupo de tambores Candombe Porto Alegre, que sairá do Paço Municipal. Completam a lista de grandes formações de rua o Grupo Teko Guarani, coral indígena com 15 adultos e crianças, além da Banda da Brigada Militar, a escola Imperadores do Samba, o Grupo de Percussão da APAE e o Coro do DMAE, que se apresentam em diferentes espaços da cidade.

Protagonismo feminino
O evento unirá, pela primeira vez no mesmo palco, o trabalho de dois grandes grupos femininos do Rio Grande do Sul: o 50 Tons de Pretas e a banda As Tubas em uma apresentação inédita, pensada especialmente para a noite. Diversas outras atrações lideradas por mulheres também ganham destaque na programação, como o show da banda instrumental de surf music As Aventuras, formada por Gabriela LeryAline Araujo e Nati Schmitz; a performance “Fermata“, em que a jornalista, atuadora e cantora Fernanda Copatti promove reflexões sobre as diversas formas de silenciamento a que as mulheres são submetidas em nossa sociedade; e a compositora Bel_Medula trazendo canções eletrônicas experimentais que misturam minimalismo, glitch e cotidiano com letras que exploram as diferentes formas de ser mulher no mundo.

Presença negra
Grupo criado com o propósito de dar visibilidade à presença afro no Rio Grande do Sul através da interpretação da obra do poeta negro Oliveira Silveira, o Desagravo apresentará canções inéditas feitas a partir do livro “Pelo Escuro”. O line-up ainda conta com o compositor e guitarrista Matheu Corrêa apresentando o premiado álbum “Meu Black É Rock” e com show do cantor, percussionista, compositor, poeta, cineasta, ator e performer Dona Conceição mostrando o espetáculo “Asè de Fala”, com manifestação musical que conta a história constantemente invisibilizada do povo negro.

Jovens cantautores
Novos nomes que estão despontando na cena musical de Porto Alegre também ganham espaço na programação, como Pedro Cassel, que mistura música e poesia em suas apresentações, e o cantor e compositor Jortacio, de Rosário do Sul, que fará um show explorando a sonoridade do violão plugado nos pedais de efeito ao lado do multi-instrumentista Eduardo Morlin, que toca flauta transversal e constrói texturas e beats com sintetizador. Também fazem parte da maratona a artista pop Miri Brock, que mostrará sua mistura de beats dançantes e letras que celebram os amores fugazes, e as cantoras e compositoras Luana Fernandes e Jordana Henriques, que saúdam sua herança afro em repertório autoral. 

Para dançar ao ar livre
Privilegiando os espaços abertos e a ocupação também das áreas externas dos museus, o evento levará diversas atrações animadas para o público dançar ao ar livre. Entre eles, o DJ Chernobyl, que fechará a programação no jardim do Planetário da UFRGS; o grupo de folk rock Gelpi, que levará seu som para o palco externo da Praça da Alfândega; além do quinteto Inserções em Circuitos Ideológicos e o quarteto Tonda y Combo, que se apresentarão no Jardim do DMAE; e ainda a banda tropical Farabute e o coletivo de fanfarra Bate & Sopra, que estarão no jardim do Museu de Porto Alegre Joaquim Felizardo.

Cinema
Atrações especiais que unem música, performance e cinema ocuparão a Cinemateca Capitólio durante todo o evento. Haverá projeção de um trecho do longa-metragem “Vento Norte“, de Salomão Scliar, com trilha sonora ao vivo do duo instrumental formado por Ângelo Primon e Oly Jr. Gravado em uma comunidade de pescadores em Torres, no Litoral Norte, o filme foi o primeiro longa de ficção a ser rodado no Rio Grande do Sul. Depois, o público poderá conferir o curta “Vicious“, de Rogério Brasil Ferrari, que foi estrelado em 1988 por Julio Reny, cantor e compositor que fará um dos shows da noite, acompanhado pelos Irish Boys, logo após a exibição. Para fechar a data, será realizada ainda uma sessão musicada, em parceria com o Fantaspoa, que combinará o clássico filme italiano “O Inferno” com música ao vivo de Carlos Ferreira e Fu_k The Zeitgeist.

Performances multiartísticas
Diferentes tipos de performances serão realizados durante toda a noite. O artista e arquiteto Alexandre de Nadal ganhará um posto de vacinação cênico na Praça da Alfândega para apresentar a ação “Fakecina“, que combina a aplicação de um remédio contra fake news com a participação da mascote Zé Fatinho distribuindo folders com recomendações médicas, balas e adesivos. Em frente ao MARGS e ao Memorial do Rio Grande do Sul, o ator e artista de rua Lipsen animará o público das filas com sua mistura de canções em voz e acordeom com comédia. Já o artista visual Guilherme Dable fará uma intervenção sonora dentro do espaço expositivo de sua primeira mostra individual, que está em cartaz no MARGS. Enquanto isso, a Pinacoteca Ruben Berta receberá dois diferentes projetos audiovisuais: “Infusion Guitar Project“, do músico, arquiteto e professor Rafael Rosa, e “Ruído Ancestral“, em que os artistas Leo Caobelli e Carlos Ferreira trabalham a partir do conceito de radiação cósmica de fundo em micro-ondas.

Literatura
Projeto que dá voz e escuta às mulheres poetas da cidade, o Slam das Minas RS realizará uma roda de poesia falada em frente ao Instituto Ling, criando um espaço de produção, trocas e diversidade para quem quiser se expressar. Já o poeta e cancionista brasileiro Richard Serraria mostrará na Fábrica do Futuro a performance solo “Poesia para Todo Sampler”, uma ação cultural dinâmica e criativa que convida os participantes a experimentarem diálogos entre a poesia e a música.

Rock
O som elétrico de bandas de rock da capital gaúcha como Os Replicantes Naddo Entre Gigantes também tem espaço garantido na grande noite. Além deles, representam a ala roqueira os Irmãos Rocha!, os grupos Carrossel Diabólico e Gustavo Telles & Os Escolhidos, e a banda Tom Bloch, que volta a se apresentar após um longo hiato de quase três anos, em uma apresentação especial para o Noite dos Museus que reunirá os fundadores Pedro Verissimo nos vocais, Guilherme Dable no baixo e Iuri Freiberger na bateria, além da participação do convidado especial Lorenzo Flach, tocando guitarra.

Jazz
Estilo que tem grande representatividade dentro do Noite dos Museus desde a primeira edição do evento, o jazz tomará conta de grande parte da programação musical com grupos já conhecidos pelos porto-alegrenses e novos nomes. Estão confirmados shows de Lucas Brum, que se apresenta em formato de trio no Museu da UFRGS e com sua big band de 16 integrantes no Jardim do DMAE, além de Gil Jazz TrioSexteto BlazzNeuro Júnior e Lucas FêJames Liberato e GrupoCafé TrioProjeto NóCleômenes JuniorFelipe Azevedo e TrioMarcelo Corsetti Carlos Badia e Grupo.

Música instrumental regional
A programação de música instrumental ainda vai muito além do jazz, trazendo grandes representantes do som regionalista, como os acordeonistas Fofa Nobre e Joaquim Velho e o duo de violões formado por Matheus Alves e Bruno Coelho, além do híbrido de jazz e música regional apresentado por Instrumental PicumãRodrigo MaiaPaulinho Cardoso Quarteto e Jean Carlo Godoy Trio. Completam o time de grandes instrumentistas o guitarrista solo Pedro Tagliani e o conjunto Guitarras da Cidade.

Da música erudita ao reggae
O evento também mostra toda a sua diversidade musical reunindo os mais diferentes estilos em uma só noite. O time de atrações variadas conta com Gelson Oliveira, grande nome da música popular brasileira, além do reggae da banda Paradise Sessions, o samba de Rafa 16 e Caco Velho Ensemble, a música erudita barroca do conjunto de câmara Lux Sonora, o folclore de época da Balaio de Palha, a mistura de soul, rock e samba de Ricardo Silvestrin, a voz nativista de Fátima Gimenez e o blues e o rock do duo Mari Kerber e Ale Ravanello.

OS ESPAÇOS CULTURAIS PARTICIPANTES E AS RUAS OCUPADAS

Nesta sexta edição, participam a Casa de Cultura Mario Quintana, o Centro Histórico-Cultural Santa Casa, a Cinemateca Capitólio, o Espaço Força e Luz, a Fábrica do Futuro com exposição do Museu de Arte Contemporânea do Rio Grande do Sul (MACRS), o Farol Santander, a Galeria do DMAE com exposição do Goethe-Institut, o Instituto Ling, o Memorial do Rio Grande do Sul, o Museu da Brigada Militar, o Museu da Comunicação Hipólito José da Costa, o Museu da UFRGS, o Museu de Arte do Rio Grande do Sul (MARGS), o Museu de Porto Alegre Joaquim Felizardo, o Museu Julio de Castilhos, o Museu Militar do Comando Militar do Sul, o Palácio Piratini, a Pinacoteca Aldo Locatelli (Paço Municipal), a Pinacoteca Ruben Berta e o Planetário da UFRGS.

Para dar conta do público crescente, que chegou a mais de 100 mil pessoas na última maratona presencial em 2019, a organização do evento também ampliará o espaço de circulação ao ar livre, instalando dois palcos externos no Centro Histórico: um na Praça da Alfândega e outro em frente ao Museu da Brigada Militar. Algumas das ruas do entorno serão fechadas para o trânsito de carros, priorizando o acesso de pedestres e facilitando a movimentação a pé na região. Além disso, a maior parte das apresentações acontecerá nos jardins dos museus, como nos casos da Casa de Cultura Mario Quintana, do Planetário da UFRGS e do Museu de Porto Alegre Joaquim Felizardo.

Medidas de combate e prevenção à covid-19
Considerando o cenário ainda de pandemia na data da realização do Noite dos Museus neste ano, a organização do evento planeja adotar medidas como controle de acesso e limitação dos espaços do público dentro dos museus para garantir o distanciamento, além de seguir os demais protocolos estabelecidos pelo município. Priorizando áreas externas dos museus que possuem. 

Sobre o Noite dos Museus
O evento estreou em Porto Alegre em 2016 e já reuniu milhares de pessoas nas ruas e nos espaços culturais da capital gaúcha, com público crescente a cada edição. Em 2020, com a chegada da pandemia, a iniciativa foi realizada virtualmente, com oito horas de transmissão ao vivo direto dos museus. No mesmo ano, o projeto também lançou o portal www.noitedosmuseus.com.br, que reúne conteúdos originais sobre arte e cultura. Em 2022, o projeto abrirá a sede do Instituto Noite dos Museus, na região do Quarto Distrito. O local, com capacidade para receber até mil pessoas ao ar livre, conta com estrutura para abrigar eventos que unem arte, cultura, gastronomia, lazer, inovação e educação.

A sexta edição do Noite dos Museus é apresentada por Ministério do Turismo, Instituto Noite dos Museus e Instituto Ling com patrocínio master de Crown Embalagens, patrocínio de CEEE Grupo Equatorial Energia, copatrocínio de Empresas Randon e Banrisul, apoio de Lojas Colombo e Crediare e apoio institucional da Secretaria de Estado da Cultura (Sedac) do Rio Grande do Sul. O evento é uma realização da Rompecabezas, Secretaria Especial da Cultura e Ministério do Turismo, com financiamento via Lei de Incentivo à Cultura, do Governo Federal.

SERVIÇO
Sexta edição do Noite dos Museus
Dia 21 de maio, sábado, das 19h à 1h
Gratuito

PROGRAMAÇÃO COMPLETA

Casa de Cultura Mario Quintana (Rua dos Andradas, 736 – Centro Histórico)
19h – Bloco Areal do Futuro (cortejo/música)
20h – James Liberato e Grupo (música)
21h – Jordana Henriques (música)
22h – Matheus Alves e Bruno Coelho (música)
23h30 – Café Trio (música)

Visitação
– “A casa do tempo” – cinco exposições, do térreo ao 5º andar
– “Cont(é)m POA” – mostra da CCMQ e do MACRS, no 3º andar do prédio Alfândega, na Microgaleria Tatata Pimentel
– “Cidade Oculta” – exposição sobre os 21 anos do Jornal Boca de Rua
– “Anahatron” – Instalação do artista Athos Aguiar 
– “Mulheres em Luta” – mostra da CCMQ e do MACRS

Centro Histórico-Cultural Santa Casa (Av. Independência, 75 – Centro Histórico)
19h15 – Pedro Tagliani (música)
20h – Joaquim Velho Instrumental (música)
21h – Balaio de Palha (música)
22h – Carlos Badia e Grupo (música)

Visitação
– “Vilões vilões violam violentam violas violões” – exposição que faz um convite para a reflexão, ao mesmo tempo que celebra a memória e a poesia, na Sala Múltiplos Usos I
– “A última invenção de Luciano Wieser” – exposição performática do Grupo De Pernas Pro Ar, na Sala Múltiplos Usos II
– Acervo com mais de 30 mil objetos, como instrumentais médicos, indumentárias, imagens sacras, relógios, móveis e utensílios farmacêuticos
– Acervo arqueológico, composto de mais de 25 mil itens recolhidos nas diversas fases de construção do complexo hospitalar
*A instituição fechará à meia-noite

Cinemateca Capitólio (Rua Demétrio Ribeiro, 1085 – Centro Histórico)
19h15 – Irmãos Rocha! (música)
20h30 – Projeção de trechos do filme “Vento Norte” com trilha sonora ao vivo por Ângelo Primon e Oly Jr. (cinema + música)
22h – Exibição do curta-metragem “Vicious”, de Rogério Brasil Ferrari, com atuação de Julio Reny (cinema)
22h30 – Julio Reny e os Irish Boys (música)
23h30 – Sessão musicada de “O Inferno” com trilha sonora ao vivo de Carlos Ferreira e Fu_k The Zeitgeist (cinema + música)

Visitação
– Acervo que reúne obras e documentos diversos relacionados ao cinema gaúcho, nacional e internacional

Espaço Força e Luz (Rua dos Andradas, 1223 – Centro Histórico)
19h – Sexteto Blazz (música)
20h – Neuro Júnior e Lucas Fê (música)
22h – Rodrigo Maia (música)
23h – Fernanda Copatti (música + performance)

Visitação
– “Complete as lacunas” – mostra de Bruno Novaes para refletir sobre a diversidade de vozes, corpos e histórias que possuem um lugar social comum: a escola
– “Watts e Volts” – exposição que remonta a história da energia elétrica através de itens como luminárias, maquinários e alguns dos primeiros eletrodomésticos do país
– “Memorial Erico Verissimo” – reúne correspondências, desenhos e manuscritos originais do escritor gaúcho

Fábrica do Futuro (Rua Câncio Gomes, 609 – Floresta)
19h15 – Richard Serraria (música + literatura)
20h15 – Jortacio e Eduardo Morlin (música)
21h – Dona Conceição (música)
22h15 – Bel_Medula (música)

Visitação com inauguração de exposição do Museu de Arte Contemporânea do Rio Grande do Sul (MACRS)
– “As Mil Faces de Makunaima” – experiência imersiva que une projeções audiovisuais às técnicas tradicionais de pintura. Criada por Mishta & Manatit, que visa difundir a arte indígena contemporânea de Jaider Esbell. A exposição foi desenvolvida em parceria entre o Museu de Arte Contemporânea (MACRS) e a Fábrica do Futuro especialmente para o Noite dos Museus

Farol Santander (Rua 7 de Setembro, 1028 – Centro Histórico)
19h15 – Cleômenes Junior (música)
20h15 – Marcelo Corsetti (música)
21h15 – Projeto Nó (música)
22h15 – Guitarras da Cidade (música)

Visitação
– “Observatório – Artur Lescher” – com 28 obras, a exposição traz um recorte da trajetória do artista. Utilizando materiais como latão, alumínio, aço inox, linha, granito e madeira, exibe as tradicionais instalações tridimensionais que compõem o repertório do artista
– “ECOARt – Uma viagem pelos biomas do Brasil através da arte” – apresenta a diversidade da flora e dos biomas retratados através do olhar de diferentes artistas fotográficos brasileiros

Galeria do DMAE (Rua 24 de Outubro, 200 – Moinhos de Vento)
19h15 – Coro do DMAE (música)
20h – Inserções em Circuitos Ideológicos (música)
21h – Tonda y Combo (música)
22h – Lucas Brum Big Band (música)

Visitação com exposição do Goethe-Institut criada especialmente para o Noite dos Museus
– “Retrato de Família” – com curadoria de Tiago Coelho, apresenta mais de 20 fotografias e vídeos de artistas contemporâneos da cena local da cidade, que retratam relações de parentesco e relações comunitárias, identitárias, afetivas e ancestrais. A exposição foi proposta pelo Goethe-Institut especialmente para o espaço da Galeria do DMAE, com a união dos dois espaços culturais para o Noite dos Museus

Instituto Ling (Rua João Caetano, 440 – Três Figueiras)
Apresentações
19h – Slam das Minas RS (poesia falada)
20h – Miri Brock (música)
21h – Gustavo Telles & os Escolhidos (música)
22h – Mari Kerber e Ale Ravanello (música)
23h – Tom Bloch (música)

Visitação
– “Uma Experiência Compartilhada” – mostra coletiva reúne 30 obras produzidas nas mais variadas técnicas da gravura em metal, assinadas por 27 artistas de projeção nacional e internacional. A exposição apresenta um recorte da Coleção Ateliê de Gravura da Fundação Iberê, com seleção do curador Eduardo Haesbaert
– “Ling Apresenta obra de Bruno Tamboreno” – intervenção artística inédita criada pelo artista visual bajeense, desenvolvida em uma das parede do centro cultural
– Acervo permanente com 19 obras de arte contemporânea brasileira assinadas por renomados
*A instituição fechará à meia-noite

Memorial do Rio Grande do Sul (Rua 7 de setembro, 1020 – Centro Histórico)
Apresentações
19h – Grupo Teko Guarani (música)
20h30 – Lipsen (música)

Visitação
– “Palmares não é só um, são milhares: 50 anos do 20 de Novembro” – exposição em comemoração ao cinquentenário do dia nacional da Consciência Negra, no saguão 
– “Kunhun Gá Jýkre – História e memória das retomadas Kaingang no Rio Grande do Sul” – exposição com fotografias, textos e objetos sobre as retomadas Kaingang no Estado, além de desenhos da artista Kaingang Vera Lúcia Kaninhka da Rosa, no segundo andar 
– A edificação também sedia o Arquivo Histórico do Rio Grande do Sul (AHRS) e o Museu Antropológico do Rio Grande do Sul (Mars), além do Espaço Cultural Correios

Museu da Brigada Militar (Rua dos Andradas, 498 – Centro Histórico)
Apresentações em palco externo, em frente ao museu
19h – Banda da Brigada Militar (música)
19h30 – Lux Sonora (música)
20h – Fofa Nobre (música)
20h45 – Instrumental Picumã (música)
21h30 – Fátima Gimenez (música)
22h – Jean Carlo Godoy Trio (música)
23h – Rafa 16 e Caco Velho Ensemble (música)

Visitação
– “Portões do Regimento do Caty” – exposição que faz parte do acervo do museu, abrange conteúdos sobre o quartel do Caty, o primeiro do Rio Grande a ser construído de acordo com as modernas exigências da técnica de Engenharia.

Museu da Comunicação Social Hipólito José da Costa (Rua dos Andradas, 959 – Centro Histórico)
Visitação
– ”Esquina da Comunicação” – mostra sobre o histórico de uma das mais tradicionais esquinas de Porto Alegre, a Esquina da Comunicação, formada pelo encontro da Rua dos Andradas com a Rua Caldas Júnior, no Centro Histórico da capital gaúcha
– “Paralelos” – exposição, com curadoria da equipe do MuseCom, apresenta ao público acervos preservados pela instituição dos séculos XIX, XX e XXI e aborda paralelos existentes ao longo da história da Comunicação Social num contexto global
– Os acervos, disponíveis para pesquisa, abrangem diferentes áreas da Comunicação, como Imprensa escrita, Televisão, Rádio e Fonografia, Publicidade e Propaganda, Fotografia e Cinema

Museu da UFRGS (Av. Osvaldo Aranha, 277 – Bom Fim)
Apresentações
19h30 – Lucas Brum Trio (música)
20h30 – As Aventuras (música)
21h30 – Matheu Corrêa (música)
23h – Naddo Entre Gigantes (música)

Visitação
– “Museu e Universidade: Trajetórias que criam conexões” – mostra conta a trajetória do museu e da UFRGS relembrando momentos marcantes e celebrando encontros, parcerias e experiências vividas
– “Cidade e Universidade” – exposição apresenta transformações urbanas dos anos 1890 a 1930 e o surgimento dos primeiros cursos superiores em Porto Alegre
– Acervo composto por fotos, documentos e objetos tridimensionais sobre a universidade

Museu de Arte do Rio Grande do Sul – MARGS (Praça da Alfândega, s/n° – Centro Histórico)
Apresentações
20h30 – Guilherme Dable (performance sonora)
22h – Lipsen (música)

Visitação
– “Guilherme Dable — Não um tempo, mas um lugar” – exposição de um dos mais destacados nomes de sua geração, que despontou nos anos 2000, apresentando pela primeira vez em Porto Alegre uma mostra abrangente e significativa de sua produção e trajetória 
– “Presença Negra no MARGS” – exibição coletiva que propõe o debate e a reflexão racial sobre a presença e a representatividade de artistas negros/as no acervo do Museu e no sistema da arte, trazendo a público obras de artistas históricos e atuantes
– “Acervo em movimento” – exposição coletiva e permanente dedicada à exibição pública do acervo do MARGS que opera com um modelo de rotatividade de obras, mediante substituições frequentes, procurando oferecer uma experiência sempre renovada e inédita ao público
– Acervo com mais de 5 mil obras de arte, desde a primeira metade do século XIX até os dias atuais, abrangendo diferentes linguagens, como pintura, escultura, gravura, cerâmica, desenho, arte têxtil, fotografia, instalação, performance, arte digital e design, entre outras

Museu de Porto Alegre Joaquim Felizardo (Rua João Alfredo, 582 – Cidade Baixa)
Apresentações
19h15 – Bate & Sopra (música)
20h15 – Desagravo (música)
21h – Luana Fernandes (música)
22h – Farabute (música)

Visitação
– “O Solar que virou Museu – memórias e histórias” – exposição em que são exploradas as transformações sofridas pela edificação e trajetória dos indivíduos que a ela se relacionaram
– “Nomeando caminhos: a cidade por suas ruas” – mostra apresenta fragmentos da história da cidade através de suas ruas
– “Patrimônio Imaterial: as Lendas Urbanas de Porto Alegre” – exposição percorre a cidade através das lendas que povoam e formam o seu imaginário
– Acervo formado por mais de 1,3 mil objetos dos séculos XIX e XX, como instrumentos musicais, mobiliário e indumentária; 200 mil itens arqueológicos provenientes de áreas de ocupação indígena oriundos de sítios ocupados entre os séculos XVIII e XX; além de 9 mil imagens dos séculos XIX e XX, com registros de diferentes aspectos da cidade, e mais de 400 cartões postais das primeiras décadas do século XX

Museu Julio de Castilhos (Rua Duque de Caxias, 1205 – Centro Histórico)
Apresentações
19h30 – Paulinho Cardoso Quarteto (música)
20h30 – Felipe Azevedo e Trio (música)
21h30 – Pedro Cassel (música)
22h30 – Gelson Oliveira (música)

Visitação
– “Passeio” – exposição alusiva aos 250 anos de Porto Alegre, apresenta cenas de vários momentos da cidade associadas a peças que remetem ao hábito de passear no Centro Histórico
– “Memória e Resistência” – mostra exibe 97 peças representativas do povo indígena, com destaque para as esculturas missioneiras
– “Narrativas do Feminino” – expõe diferentes perspectivas de mulheres de meados do século XIX a meados do século XX

Museu Militar do Comando Militar do Sul (Rua dos Andradas, 630 – Centro Histórico)
Apresentação única
19h15 – Grupo de Percussão da APAE Porto Alegre (música)

Visitação
Exposição permanente composta por diversos acervos militares, desde viaturas blindadas até réplicas com dioramas que buscam aproximar o público ao ambiente militar. Conta com descrição das Armas, Quadros e Serviços do Exército Brasileiro

Palácio Piratini (Praça Mal. Deodoro, s/n° – Centro Histórico)
Visitação
– Durante o Noite dos Museus, o público poderá contemplar a Ala Governamental, que inclui os dois principais salões do Palácio, Alberto Pasqualini e Negrinho do Pastoreio, com as pinturas do italiano Aldo Locatelli e outras peças do acervo histórico do Piratini

Pinacoteca Aldo Locatelli – Paço Municipal (Praça Montevidéo, 10 – Centro Histórico)
Apresentação única
19h – Candombe POA (cortejo/música)

Visitação
– “Francis Pelichek: um moderno boêmio em Porto Alegre” – exposição comemorativa ao centenário da chegada em Porto Alegre em 1922 do desenhista e pintor tcheco Francis Pelichek, reunindo obras de arte, documentos, fotografias, entre outros itens pertencentes a acervos públicos e privados, selecionados pelas curadoras Paula Ramos e Ana Koehler
– “Portoalegrismo: a soma de todos os bairrismos” – mostra composta por obras elaboradas por tapeceiras do estúdio Maria Rita Caminhos Culturais, oferece uma visão singular sobre a cidade a partir da perspectiva de pertencimento, com curadoria de Maria Rita Webster e a coordenação técnica de Dinorá Bohrer Silva
– Acervo com coleção que possui obras de importantes artistas gaúchos, bem como peças de nomes nacionais e internacionais que passaram por Porto Alegre deixando sua contribuição na cultura local

Pinacoteca Ruben Berta (Rua Duque de Caxias, 973 – Centro Histórico)
Apresentações
19h15 – Ricardo Silvestrin (música)
20h – “Ruído Ancestral” (performance sonora e visual)
21h – “Infusion Guitar Project” (performance musical)
22h – Gil Jazz Trio (música)

Visitação
– “Existências Ocultas – políticas de legitimação na Pinacoteca Ruben Berta” – mostra, sob a curadoria do pesquisador Nei Vargas, traz obras da coleção da Pinacoteca que raramente foram expostas ao longo da história do museu, com pinturas, desenhos, esculturas e gravuras assinadas por figuras lendárias da arte brasileira, como Almeida Junior, Di Cavalcanti, Lasar Segall e Portinari

Planetário da UFRGS (Av. Ipiranga, 2000 – Santana)
Apresentações
19h15 – Paradise Sessions (música)
21h – Carrossel Diabólico (música)
22h30 – Os Replicantes (música)
23h – DJ Chernobyl (discotecagem)

Visitação
– Atuando como órgão de complementação de ensino e divulgação da astronomia durante os últimos 50 anos, o Planetário vem oferecendo programas científicos e culturais à comunidade do Rio Grande do Sul. O espaço conta com uma exposição científica sobre os planetas em seu saguão

Palco na Praça da Alfândega, entre o MARGS e o Memorial do Rio Grande do Sul
Apresentações
19h30 – Imperadores do Samba (música)
20h – “Fakecina”, de Alexandre de Nadal, com remédio contra fake news (performance)
21h – As Tubas + 50 Tons de Pretas (música) 
22h15 – Gelpi (música)
23h30 – Barbarita Palacios (atração internacional/música)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s