Aula virtual destaca a trajetória de mulheres que mudaram a história da arte e da literatura

Em encontro conduzido ao vivo pela professora da UFRGS Joana Bosak na próxima terça-feira, dia 21 de setembro, o público conhecerá personagens femininas que redesenharam seu papel na sociedade, como a escultora Camille Claudel, a pintora Georgina de Albuquerque e a escritora Mary Ann Evans, que se refugiou no pseudônimo de George Eliot

Instituto Ling realiza na próxima terça-feira, dia 21 de setembro, mais uma aula virtual do ciclo As mulheres na arte: uma história pouco conhecida. No encontro conduzido ao vivo pela professora de história da arte da UFRGS Joana Bosak, os participantes poderão conhecer a trajetória de figuras femininas que marcaram o século XIX ao redesenharem o seu papel na sociedade.
 
Mulheres trabalhadoras, as escritoras e artistas desse período muitas vezes tiveram de se refugiar em pseudônimos, como a escritora inglesa George Eliot (1819-1880). Há ainda exemplos marcantes como o da escultora francesa Camille Claudel (1864-1943) que foi, durante muito tempo, considerada apenas por sua relação com um artista famoso; e a de Georgina de Albuquerque (1885-1962), que construiu uma carreira como pintora no Brasil desde os 15 anos de idade, mas não foi valorizada como homens de sua época.
 
A atividade inicia às 19h e poderá ser acompanhada pela plataforma Zoom. As inscrições custam R$ 20 para quem tem direito a meia-entrada e R$ 40 no preço inteiro. Os ingressos estão à venda no site www.institutoling.org.br. Já os professores da rede pública podem acessar a aula gratuitamente, mediante inscrição pelo e-mail instituto.ling@institutoling.org.br.

Continuar lendo “Aula virtual destaca a trajetória de mulheres que mudaram a história da arte e da literatura”

Sarau Elétrico: Edição FORA CAFONAS com Miltinho Talaveira

“O cafona manda cimentar o quintal e ladrilhar o jardim. Gosta de frases de efeito e piadas de bicha. Despreza a ciência, porque ninguém pode ser mais sabido que ele. Recorre à religião para ser hipócrita e à brutalidade para ser respeitado. A cafonice detesta a arte, pois não quer ter que entender nada. Fala o que pensa, principalmente quando não pensa. Fura filas, canta pneus e passa sermões. A cafonice não tem vergonha na cara.”

Fernanda Young, em sua última coluna no jornal O Globo, sintetizou o espírito da nossa época, nossa triste época. E agora, na próxima terça-feira, dia 21 de setembro às 21 horas, Katia Suman, Luís Augusto Fischer e Diego Grando realizam o SARAU FORA, CAFONAS! Trazendo como convidado MILTINHO TALAVEIRA, que manifesta em suas redes sociais, a expressão para dar um basta à tosquice geral. E, claro, fazer aquela saudável exaltação a tudo que é fino, elegante e sincero.

Canja da super cantora e maravilhosa NINA ROUGE

www.instagram.com/ninarougebr/

SARAU FORA, CAFONAS!  21 de Setembro – Terça-feira – 21 horas.

www.youtube.com/katiasuman25
www.radioeletrica.com

Sigam o perfil no Instagram:

www.instagram.com/saraueletricooficial/

Clássicos da Disney no Cine Farol Santander

Em setembro, Cine Farol Santander celebra os 85 anos do primeiro longa-metragem da Disney. A programação especial e gratuita traz os 16 maiores clássicos do estúdio, exibidos em ordem cronológica e em versões dubladas. A programação é alterada a cada 2 ou 3 dias.

Até o dia 8 de setembro, se pode assistir às animações “Cinderela” (de 1950), às 15h; e “Alice no País das Maravilhas” (1951), às 17h30min.

Alice no Páis das Maravilhas – Disney

Em “Cinderela”, a protagonista é criada por uma  cruel madrasta. Quando a jovem recebe o convite para ir ao baile real, ganha a ajuda de sua fada madrinha.

Em “Alice no País das Maravilhas”, Alice é uma garota curiosa e cansada da monotonia de sua vida. Um dia, ao seguir o apressado e misterioso Coelho, ela acaba entrando em um mundo fantástico, em que conhece figuras como o peculiar Chapeleiro Maluco, a Lagarta e a tirana Rainha de Copas.

Nos próximos dias, de 9 a 11 de setembro, os filmes a serem exibidos serão  “101 Dálmatas”, 15h; e “A Espada era a Lei”, 17h30min.

O Cine Farol Santander segue adotando protocolos sanitários para preservar a saúde e a segurança dos expectadores e dos seus funcionários. A limitação de público é de 75% da ocupação total, existe distanciamento entre os assentos, medição de temperatura, tapetes sanitizantes e secantes, disponibilização de álcool gel e a sala de cinema é totalmente higienizada entre cada sessão. Além disso, é obrigatório o uso de máscara durante todo o período em que a pessoa permanecer no local. O Cine Farol Santander  fica na Rua Sete de Setembro, 1028, no Centro de Porto Alegre. As sessões ocorrem de de terça a domingo. 

Charles Watson fala sobre arte, tecnologia e criatividade

A convite do Instituto Ling, o educador e pesquisador britânico apresenta palestra online e gratuita no dia 13 de setembro, às 19h.

O educador e pesquisador britânico Charles Watson é o convidado da quarta aula complementar da Formação em Arte + Tecnologia, projeto realizado pelo Instituto Ling em parceria com o Tecnopuc. Com uma abordagem única e interdisciplinar, o especialista em criatividade, fluente em inglês e português, apresentará a palestra inédita Arte nos tempos de tecno-fetichismo, falando sobre o fascínio gerado pela tecnologia e mostrando o papel da curiosidade como impulso criativo. A conferência poderá ser acompanhada ao vivo gratuitamente no dia 13 de setembrosegunda-feira, a partir das 19h, em plataforma digital. Para participar, basta fazer inscrição prévia e sem custo no site www.institutoling.org.br.
 
Durante o encontro, o educador discutirá com o público a percepção de que a tecnologia demasiado intrusiva na arte pode ser um sinal de fracasso e de uma possível falta de conteúdo na obra de arte em si. “Toda arte envolve e sempre envolveu tecnologia, desde as primeiras manifestações da pintura rupestre até os últimos exemplos de arte digital, realidade virtual e algoritmos evolutivos. Embora novas tecnologias sempre tenham sido importantes em forjar novas direções no desempenho criativo, é a capacidade dos indivíduos de ver o seu potencial oculto que realmente faz a diferença”, explica Watson. “Apesar de Leonardo da Vinci ser indubitavelmente fascinado pela tecnologia ao seu dispor, não foi o pincel, a pena ou o papel que o fizeram grande (eram apenas as ferramentas que usava), mas sua insaciável curiosidade pelo mundo ao seu redor e seu implacável impulso de levar sua pesquisa às últimas consequências”, completa o pesquisador.
 
A Formação em Arte + Tecnologia tem convidado intelectuais e profissionais de diferentes áreas para contribuírem com novos olhares sobre ambos os assuntos. Os encontros já realizados, com o advogado Rodrigo Azevedo falando sobre propriedade intelectual, o neurologista André Palmini explicando as relações entre criatividade e neurociência, e a Doutora em História, Teoria e Crítica de Arte Bruna Fetter abordando os ecossistemas da arte e as suas relações com a tecnologia estão disponíveis no canal do YouTube do Instituto Ling (www.youtube.com/c/InstitutoLingCultural/videos).
 
Para os próximos meses, já estão confirmadas outras quatro conferências: Web Arte na Arte contemporânea, com a Profa. Dra. Maria Amelia Bulhões (27 de setembro); A Produção de Sentido do Pensamento, da Economia e dos Ecossistemas Criativos, com o empreendedor Cesar Paz (6 de outubro); Políticas da Imagem, com a professora Giselle Beiguelman (18 de outubro); e Arquitetura de Experiências, com Felipe Reif e Marcelo Pontes (8 de novembro). A programação é uma realização do Instituto Ling e do Ministério do Turismo / Governo Federal, com patrocínio de Crown Embalagens e Fitesa.
 
Sobre Charles Watson
Charles Watson é formado pela Bath Academy of Art, Inglaterra. É professor da EAV Parque Lage, onde foi vice-presidente, participante do conselho de direção e coordenador do núcleo de pintura. Dirigiu o Prêmio Johnnie Walker de Arte Contemporânea e foi diretor no Centro de Arte Hélio Oiticica, no Rio de Janeiro. Foi avaliador de portfólios para Universidade das Artes de Londres, como Central St. Martins, Camberwell, Chelsea, London School of Fashion, London School of Design. Foi instrutor e palestrante sobre o processo criativo para diversas empresas e instituições, incluindo Globo, Natura, Ipiranga, Dow Chemical Brasil e Vale do Rio Doce, e é idealizador e diretor do projeto Dynamic Encounters International Art Workshops.
 
 
SERVIÇO – PROGRAMAÇÃO ONLINE – ARTE
Arte nos tempos de tecno-fetichismo, com Charles Watson
Aula complementar da Formação em Arte + Tecnologia
Dia 13 de setembro, segunda-feira, às 19h, em plataforma digital
Gratuito, mediante inscrição prévia no site www.institutoling.org.br

 

Instituto Ling realiza palestra on-line e gratuita com Charles Watson nesta quinta-feira

Especialista em processos de inovação e criação, o pesquisador falará sobre criatividade, mostrando como o pensamento divergente está se tornando indispensável no cenário mundial

Instituto Ling promove nesta quinta-feira, dia 28 de maio, uma palestra on-line e gratuita com o educador escocês Charles Watson. Especialista em processos de inovação e criação, o pesquisador falará sobre criatividade, mostrando como fatores cognitivos antes associados somente a atividades artísticas estão se tornando indispensáveis no cenário mundial. A atividade será transmitida ao vivo, a partir das 18h30. Para participar, é necessário fazer inscrição prévia e sem custo no site www.institutoling.org.br. A palestra introduzirá ao público alguns dos conceitos que serão explorados por Watson na masterclass Mistério e Espanto que será realizada pelo centro cultural nos meses de junho e julho.

Crédito da foto: Lucas de Godoy e Luiza Geoffroy


 Formado pela Bath University, na Inglaterra, o pesquisador atualmente reside no Rio de Janeiro e é professor da Escola de Artes Visuais do Parque Lage, onde foi vice-presidente, participante do conselho de direção e coordenador do núcleo de pintura. Há 30 anos, encara o desconforto como um aliado, transformando reflexão em movimento, vulnerabilidade em criatividade, e inspiração em produtividade.
 
De centros culturais por todo o Brasil a empresas como Coca-Cola, Natura, Ipiranga, Procter & Gamble, Globo, Dow Chemical e Vale do Rio Doce, realiza palestras desde os anos 90. Acumula décadas de pesquisa interdisciplinar em constante atualização, frequentemente alimentadas por entrevistas realizadas com profissionais da indústria criativa. Dirigiu o Prêmio Johnnie Walker de Arte Contemporânea, foi diretor no Centro de Arte Hélio Oiticica, no Rio, avaliador de portfólios para Universidade das Artes de Londres (Central St. Martins, Camberwell, Chelsea, London School of Fashion, London School of Design) e é idealizador e diretor do projeto Dynamic Encounters International Art Workshops.
 
 
SERVIÇO – PROGRAMAÇÃO ON-LINE
Palestra sobre criatividade
Com Charles Watson
Dia 28 de maio, quinta-feira, às 18h30
Gratuito, mediante inscrição prévia pelo site www.institutoling.org.br

 
Duração: 90 minutos
 
Informações úteis
institutoling.org.br
www.facebook.com/InstitutoLing
www.instagram.com/Instituto.Ling
twitter.com/@InstitutoLing
www.youtube.com/c/InstitutoLingCultural
Fone: 51 3533-5700
Email: instituto.ling@institutoling.org.br
 
Sobre o Instituto Ling
Criado e mantido pela família Ling desde 1995, o Instituto Ling é uma instituição sem fins lucrativos voltada para a transformação da sociedade através da educação e da cultura. O Instituto Ling atua em três segmentos: educação, cultura e saúde. Sua missão é promover o desenvolvimento humano e a evolução da sociedade através da disseminação de diferentes formas do conhecimento, da liberdade de pensamento, da valorização da cultura e da saúde. A abertura de seu centro cultural em Porto Alegre, no ano de 2014, ampliou e solidificou a atuação do Instituto, firmando-o como centro de referência na disseminação do conhecimento e do livre-pensar, fomentador da educação de excelência em seus múltiplos formatos e provedor de serviços e produtos culturais diferenciados, com elevado padrão de qualidade e estética.
 
Na área da saúde, o Instituto Ling estabeleceu parceria com o Hospital Moinhos de Vento, em 2015, para a implantação de um centro de referência no tratamento do câncer em Porto Alegre, e com a Santa Casa de Misericórdia, em 2019, contribuindo para a construção do novo prédio do complexo hospitalar em Porto Alegre. A família Ling, mantenedora do Instituto, é proprietária da “holding company“ Évora. O grupo empresarial produz e comercializa latas de alumínio para bebidas, não-tecidos de polipropileno (usados principalmente na produção de descartáveis higiênicos) e tampas plásticas para bebidas e produtos de higiene e beleza.