Como Sobrevivi ao Puerpério (Pós-Parto)

Hoje fazem mais de 64 dias que dei a luz. Em teoria, o tal puerpério (nome feio para o período do pós-parto) pode durar até 60 dias. 

“O puerpério dura 60 dias e apresenta-se dividido em três fases, assim denominadas: puerpério imediato: logo após o nascimento do bebê, até 10 diasdepois do parto; puerpério tardio: do 11° ao 40° dias após o parto; puerpério remoto: contado a partir do 41° ao 60° dias após o parto. 

(http://www.boasaude.com.br/folhetos-de-saude/5745/puerperio.html)”

Mas já existem teorias que dizem que dura 9 meses, que é o tempo do seu corpo voltar quase totalmente ao normal. Ou até você voltar a ovular, tempo de seus hormônios voltarem a funcionar como antes da gravidez. Isso pode ser bem relativo no caso de você estar amamentando. Nunca se sabe quando vai acontecer.  O período pode durar até enquanto você ainda estiver amamentando. O que pode durar até 2 anos! 

AMAMENTAÇÃO

Enfim, posso dizer que sobrevivi ao período crítico. Tive muita dificuldade na amamentação depois de uns 5 dias. Quando já estava em casa, achando que tava tudo bem, comecei a ter mastite, febre e muita dor nos seios. Corri pro hospital. O que me ajudou foi colocar gelo nos seios. Tinha tanta dor quando dava o peito que chega a gemer! Tive ingurgitamento nesse início. O que dói demais! Consegui passar por isso com ajuda da enfermagem do Posto de Saúde e das médicas do hospital que me atendeu quando tive febre e dor.

EMOCIONAL

As crises de choro foram umas três ou quatro. E foram daquelas terríveis, parecia que o mundo tava desabando. Na verdade era só medo de não dar conta da minha vida, medo de cuidar de um bebê puro e indefeso, medo de passar mais dificuldades por estar sem dinheiro e sem trabalho, medo da solidão de cuidar de uma criança praticamente sozinha, já que não moro com o pai da minha filha, e estou (temporariamente) na casa da minha mãe. Medos e desesperos todos em forma de lágrimas. Meus familiares estavam comigo nesses momentos de pavor. O pai da Lívia também me aguentou. Até vizinhas vieram me apoiar e falar de Deus. Fiz terapia e continuei com apoio psicológico da minha Doula. Só isso me segurou. Ninguém é de ferro!

PALPITES

Os palpites começaram na gravidez é claro. No início, eu até queria! Porque eu não sabia NADA sobre gravidez e maternidade e queria me informar. Eles vieram em forma de conselhos e foram muito bem-vindos. O problema foi depois que se tornaram palpites mesmo, e o pior, quando se tornaram conselhos agourentos do tipo: “Não vai fazer tal coisa se não tua filha vai morrer! Não vai fazer tal coisa senão tu vai ser péssima mãe! Ou você vai se cansar de ser mãe. Porque ser mãe é horrível! AFF! CANSA DEMAIS

O AMOR DE MÃE SUPERA TUDO

No fim das contas, a maternidade está sendo difícil sim. Mas ao mesmo tempo é a minha maior felicidade! As noites mal dormidas não são tão ruins porque minha bebê dorme bastante. Claro, são bem difíceis as noites que ela chora demais por casa da cólica. Mesmo assim acho que eu acho que consigo manter muit calma. É difícil eu me desesperar. 

Ainda não me adaptei na rotina da casa pra conseguir fazer minha própria comida. Ainda assim, com suas limitações, tenho ajuda da família. Tem dias que eu deixo de me cuidar, que é uma correria pra conseguir ir no banheiro (POIS É! HAHAHA), tem as brigas de casal que são dolorosas, mas necessárias em alguns momentos, tem os dias e dias dentro de casa por causa do tempo ruim e tal.  Ah! Esqueci de citar a fome de leão, pior que na gestação, você parece um bixo! E a auto-estima que vai e vem, poque seu corpo muda totalmente.

Ao mesmo tempo tem a alegria dessa pequenina sorrindo de graça, como tá fazendo agora aqui do meu lado na cadeirinha enquanto eu escrevo, até os cocôzinhos dela eu aplaudo! Huiashdasd juro! É uma felicidade imensa ser mãe. Posso ficar cansada dos desafios. Vou sofrer como nunca quando ela ficar doente. Mas eu sou a pessoa mais feliz do mundo agora. Ela me faz completamente feliz. Eu amo ser mãe. Eu renasci e desde quando ela nasceu, eu sou uma guerreira e agradeço demais a toda ajuda que recebi e ainda recebo. E agradeço principalmente a Deus por essa glória na minha vida.

Fotos: Greice Nichele https://www.facebook.com/greicenichelefotografia/

*Post escrito em 30/06/2018

Afeto e Atenção: O melhor presente para uma criança!

Não tem dinheiro que pague, é de graça! O maior e melhor presente que você pode dar para uma criança é simples: Sua ATENÇÃO. Seu carinho. Parece que todo mundo sabe disso né?  Mas a maioria das pessoas esqueceu. Parece que as crianças estão largadas na frente das telas ou falando sozinhas dentro de seu próprio mundo, quando deveriam ser tratadas com mais afeto, e com uma conversa de igual para igual. 

Esse final de semana fui almoçar em um restaurante com minha bebê junto. Como o ambiente era super familiar, diversas famílias estavam com seus nenês e também com crianças. Foi a primeira vez que pude observar como a maioria dos pais age hoje em dia. Apenas uma família conversava com o bebê enquanto dava o alimento pra criança. O pai e a mãe deixaram pra comer depois que o neném tivesse comido e parecia incrível, eles conversavam todos juntos. Sem conversas paralelas “de adulto”. 

A relação entre a criança e os pais é feita a cada momento juntos

Você sabe que o bebê ouve TUDO que você fala desde quando está sendo gerado dentro da sua barriga. E você se dá conta que ele ouve (e também aprende) tudo que você fala com outros adultos quando está fora do útero. Sim, ele continua se desenvolvendo e absorve o que você disser! Você se preocupou durante a gravidez, mas e agora?

O que se tornou destaque foi uma única família que incluía a criança na refeição. As outras famílias estavam conversando somente entre os adultos, enquanto davam a colher na boca do bebê, que mastigava e assistia o tablet ou celular ao mesmo tempo. 

O afeto é o maior tesouro que podemos dar e receber das crianças

Isso me deixou extremamente triste com as gerações futuras. Me deixou desesperada com o que estão fazendo com as nossas crianças! As pessoas não estão se dando conta. Se é assim na rua, como será em casa? Porque as crianças e bebês viraram objetos a se fotografar e postar nas redes sociais o tempo todo, mas depois que a foto é postada, você não dá a mínima atenção pro seu filho? Porque quando você alimenta não olha nos olhos dele? Porque os adultos são mais importantes que o aprendizado de um bebê ou criança que está em constante aprendizado?

Você pode comprar as melhores roupas, pode colocar seu filho na melhor e mais cara das escolas, pode postar foto da criança todos os dias nas suas redes sociais. Mas quando faz o stories eu consigo nitidamente ver a criança deixada de lado enquanto você fala com o celular, eu vejo ali uma criança triste no fundo da imagem… Quando você dá uma colherada de feijão ao mesmo tempo que não conversa com seu bebê, porque o assunto do pai ou da mãe é mais importante, não queira que ele aprenda a falar tão cedo. Você pode até comprar os brinquedos mais caros, porém isso se torna inútil se você não souber conversar e brincar com a criança. 

ASSISTA:  O que realmente importa para seu filho, de Marcos Piangers:

OLHOS NOS OLHOS. ONDE FOI PARAR O OLHAR DOS PAIS? Deixar na creche ou na escolinha e depois só buscar no fim da tarde e largar a criança na frente do tablet, da televisão,do celular. Deixar a criança sozinha enquanto você fica lendo o instagram e atualizando as mídias sociais. Porque diabos você foi ter filho então? Depois não reclame, se seu filho te deixar de lado, se ele não se desenvolver, se tiver você tiver que gastar com a terapia quando ele for maiorzinho.

Conecte-se ao que importa! O vínculo é criado todos os dias

Isso é caso de saúde pública. Já existe uma campanha. Mas não vejo muita gente colocar em prática. Aqui em casa, eu limitei o uso do celular quando a minha bebê está acordada. Tenho horários fixos pra utilização e tento conversar ao máximo com a minha filha. Mesmo que ela ainda tenha só 5 meses e não me responda. Porque eu sei que ela está observando e aprendendo. Além disso, minha atenção com ela é maior e sei que isso é indispensável pra ela se tornar um ser humano do bem, seguro e que se sente amado. Espero que eu não me torne esse monstro que só tem tempo pros adultos quando ela crescer mais. 

Série O Começo da Vida, ASSISTA: 

*Este post foi escrito anteriormente a pandemia para um antigo blog, mas permanece atual. Pois isso repliquei por aqui,

Resenha: Sutiã de Amamentação DelRio

Logo no início do pós-parto recebi da DelRio um conjunto de sutiãs pra experimentar. Hoje quero contar pra vocês o que achei dos sutiãs de amamentação da marca. Já adianto que a qualidade e o conforto são excelentes! Estes modelos são de algodão antialérgico com tecido muito gostoso que não incomoda em nada.

O sutiã estampado é lindo, meu favorito! Eu precisava mesmo aumentar a auto estima durante o pós-parto e esse sutiã me fez me sentir super bem.

Na gravidez ganhei dois sutiãs de amamentação, um da DelRio e outro de outra marca. Mas ambos eu não gostei da cor, odeio bege. Lingerie bege então, me remete totalmente as calcinhas das minhas avós, o que não me fazia me sentir nada bonita. Era somente pela praticidade dos sutiãs durante a amamentação.

Sutiãs de Amamentação que recebi da DelRio

Pra quem não sabe, os sutiãs de amamentação tem aquela abertura pra facilitar na hora de oferecer o peito pro bebê. A única coisa que eu acho que poderia ser diferente. Aquele plástico onde prende o tecido móvel me incomodava um pouco na hora de prender e desprender para poder abrir. No começo parecia que eu ia machucar os olhinhos do bebê, então tinha que tomar cuidado e colocar pro lado. Eu acho que poderia ser outro material, algo como velcro seria melhor pra mãe e pro bebê. Muitas vezes eu deixava aberto mesmo. Mas aí perdia a função de sutiã né? 

Foto de Divulgação DelRio

Sim o conforto é grande, os sutiãs são bonitos e me ajudaram muito! Recomendo totalmente. Você encontra esses e outros modelos de lingeries DelRio em lojas de lingerie na sua cidade e nas principais lojas virtuais do mercado.

Mamadeira Faz Mal pro Bebê?

Gente, mamadeira faz mal. Seu bebê se alimenta exclusivamente de leite materno e tem menos de 6 meses? 

Mamadeira faz mais mal do que você imagina! Você sabia disso??? 

A mamadeira que promete imitar o bico do peito e não atrapalhar na amamentação, desmama do mesmo jeito que uma mamadeira normal ou os benditos copinhos de transição que vem com bico ou chupeta. 

Na  Caderneta de Saúde da Criança do Ministério da Saúde está bem claro: “O Ministério da saúde adverte: A criança que mama no peito não necessita de mamadeira, bico ou chupetaO uso de mamadeira, bico ou chupeta PREJUDICA o aleitamento materno.”

Aqui em casa ainda amamento minha bebê e não pretendo parar tão cedo. Ela tem 8 meses e nunca ficou doente. Já toma água, mas usamos copos. Sim copos normais que temos em casa! Ela também gosta de tomar na garrafinha que eu uso. Se seu bebê é novinho e você não consegue amamentar, pode usar seringa, colherzinha, copinho, xícara de chá pequena ou outros métodos mais higiênicos e adaptados ao recém nascido. Recomendam inclusive no hospital! 

Amamentação é o maior presente que você pode dar ao seu bebê

Quais são as opções de como oferecer leite materno?  

  • Colher comum

Use uma colher de sobremesa pequena que tenha em casa. Essa opção é boa tanto para bebês recém-nascidos como para os mais crescidinhos, que ainda não conseguem usar o copo sozinhos. Pra mim, o melhor método! A colher também pode ser levada para qualquer lugar. Basta armazenar seu leite e levar a colherzinha junto.

  • Copinho

Copinho sempre foi usado. Desde a época da sua bisavó e é super seguro para não desmamar o bebê.

Não é imitação falsa do mamilo da mãe, o bebê determina o seu próprio consumo, em tempo e quantidade.Também estimula o desenvolvimento e a coordenação dos reflexos de sucção e deglutição. O melhor jeito de dar leite para um bebê depois da amamentação.

  • Seringa ou conta-gotas

É importante que a seringa seja posicionada no canto da boca do bebê, para que não haja succção. Uma ótima opção para recém-nascidos, pois ingerem uma pequena quantidade de leite por mamada.

Beneficios da Amamentação

Aqui vão algumas informaçôes de um texto de  Gabrielle Costa de Gimenez

A chupeta ortodôntica que presume ter todos os benefícios mas sem nenhum dano, faz estrago como qualquer outro bico, especialmente se usada de maneira contínua e prolongada.

O bico intermediário de silicone, a concha de amamentação, a pomada de preço nada camarada vendidos para preparar e proteger os bicos da mamãe, além de não servirem ao que se propõem, podem trazer danos bastante graves pro seio materno além de porem em risco a amamentação.

O leite de vaca modificado, mesmo o que vem na lata com rótulo dourado e tem adjetivo em idioma estrangeiro no nome, JAMAIS (com ênfase por se resta alguma dúvida) superará em qualidade e especificidade o leite materno. Perde feio do ponto de vista nutricional, imunológico, sem falar na questão emocional e tantas outras.

A informação será sua maior aliada. Certifique-se de buscá-la no lugar correto. Acompanhe as postagens da Gabriela no Instagram também pelo  https://www.instagram.com/gabicbs